ASCES

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/1386
Título: Potencial antimicrobiano do extrato etanólico da casca de stryphnodendron barbatiman mart. frente micro-organismos de interesse médico-odontológico
Autor(es): SANTOS, João Paulo Cristovam Leite dos
SANTOS, Isaias Clécio Mauricio dos
NASCIMENTO, Patrícia Lins Azevedo do
Palavras-chave: Anti-Infecciosos
Produtos biológicos
tryphnodendron barbatimam
Microbiologia
Data do documento: 31-Dez-2017
Resumo: Objetivo: O presente estudo avaliou o potencial antimicrobiano do extrato etanólico da casca do tronco de Stryphnodendron barbatiman Mart. frente micro-organismos de interesse médico-odontológico. Metodologia: Placas de 96 poços foram utilizadas para determinar a concentração inibitória mínima (CIM) do extrato etanólico da casca de Stryphnodendron barbatiman Mart, frente 25 micro-organismos (bactérias, leveduras e culturas mistas de cavidade oral). Uma solução estoque do extrato etanólico de S. barbatiman foi preparada com DMSO e água (1:1) e as diluições feitas com água. As concentrações testadas variaram de 500 a 31,5 μg/mL. Cem microlitros de extrato foram pipetados nos poços da microplaca junto com 10 μL de inóculo padronizado e 90 μL de meio de cultura. Os testes foram realizados em triplicata. A CIM foi definida como a menor concentração que inibiu o crescimento bacteriano. Foi pipetado 30 μL de resazurina 0,02% em todos os poços e após 2 horas de incubação observou-se quais os poços que apresentaram inibição de crescimento microbiano. Subculturas dos poços que não apresentaram crescimento foram feitas em placas de Petri contendo meio de cultura sólido. Ampicilina, itraconazol e clorexidina foram utilizados como controle positivo. Após 24 horas observou-se o potencial antimicrobiano da concentração identificada como a menor que inibiu o crescimento microbiano. Resultados: O extrato etanólico da casca do Stryphnodendron barbatiman Mart. inibiu o crescimento de todos os micro-organismos testados com valores de concentração inibitória mínima que variaram de 250 μg/mL a 62 μg/mL. Conclusão: Diante do estudo realizado, torna-se viável aprimorar os resultados obtidos, visto que, o extrato do Barbatimão possui um excelente potencial antimicrobiano.
URI: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/1386
Aparece nas coleções:TCC - Odontologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC.pdf287,51 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.