ASCES

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/374
Título: Validação de técnicas de coloração utilizadas em parasitologia.
Autor(es): SOARES, Daniel Quirino
SILVA, Joanne Antão da
SANTOS, Samyres Iara dos
GOMES, Ayala Maritcha Alves Silva
CORDEIRO, Risonildo Pereira
Palavras-chave: Coloração
Sensibilidade
Especificidade
Hematoxilina
Data do documento: Jul-2016
Abstract: Introduction: The coloring of blades in parasitology is the main method of diagnosis and the most widely used dye is being regarded as lugol's gold standard in this kind of technique. Objective: to Compare the colors of Chlorosis and Ziehl-Neelsen Hematoxylin and verify the sensitivity and specificity of these colourings in relation to lugol's iodine. Materials and methods: analysis of 218 stool samples from the patients in the project prevention and detection of infectious diseases and parasitic diseases of ASCES College, Caruaru-PE. These samples were subjected to coloration techniques could be made, analysis of samples analysed. Results: of these, 19% (42/218) were positive in Lugol's iodine staining. To check the other colorings, observed greater positivity in permanent staining techniques, with 31.2% (68/218) were positive in iron Hematoxylin staining and 34% (76/218) positive Ziehl-Neelsen staining. Thus demonstrating an increase of positivity around 64.2% by iron hematoxylin and 78.9% by Ziehl-Neelsen staining. With 100% sensitivity in both techniques. Conclusion: it is concluded that the colors presented satisfactory results as the identification of protozoa by its high sensitivity (100%) both techniques can be used as screening methods.
Resumo: Introdução: A coloração das lâminas na parasitologia é o principal método de diagnóstico e o corante mais usado é o lugol sendo tido como padrão ouro nesse tipo de técnica. Objetivo: Comparar as colorações de Hematoxilina Férrica e Ziehl-Neelsen e verificar a sensibilidade e a especificidade dessas colorações em relação ao lugol. Materiais e Métodos:Foi realizada a análise de 218 amostras de fezes provenientes dos pacientes atendidos no Projeto Prevenção e detecção de doenças infecto-contagiosas parasitárias da Faculdade ASCES, Caruaru-PE. Essas amostras foram submetidas as técnicas de coloração para poder ser feita a análise, das amostras analisadas. Resultados: Destas, 19% (42/218) foram positivas na coloração de Lugol. Ao verificar as outras colorações, foram observadas uma maior positividade nas técnicas de coloração permanente, sendo que 31,2% (68/218) foram positivas na coloração de Hematoxilina férrica e 34% (76/218) positivas na coloração de Ziehl-Neelsen. Demonstrando assim, um aumento de positividade em torno de 64,2 % pela hematoxilina férrica e 78,9% pela coloração de Ziehl-Neelsen. Com a sensibilidade de 100% em ambas as técnicas. Conclusão: Com isso conclui-se que as colorações apresentaram resultados satisfatórios quanto a identificação de protozoários pela sua alta sensibilidade (100%) ambas as técnicas podem ser utilizados como métodos de triagem.
URI: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/374
Aparece nas coleções:TCC - Biomedicina
TCC - Biomedicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo TCC- Dan oficial.pdf247,85 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.