ASCES

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/341
Título: Benefício do exercício em gestantes portadoras de diabetes mellitus: revisão da literatura.
Autor(es): ARAÚJO, Kamilla Santos
BARBOSA, Soraya Santos Alves
OLIVEIRA, Belisa Duarte Ribeiro de
Palavras-chave: Diabetes gestacional
Gravidez
Exercício na gravidez
Atividade física
Data do documento: Jul-2016
Abstract: The gestational diabetes mellitus (GDM) is defined as an intolerance to carbohydrates of a variety of intensity degrees, diagnosed for the first time during the pregnancy, may or may not persisting after delivery. The routine treatment for GDM includes monitoring the blood glucose, diet prescription and the use of insulin, when it is necessary, and the physical activity, since it improves the glucose capitation through the increase of the peripheral insulin sensitivity and the reduction of the corporal adiposity. Objective: This essay was developed with the objective of demonstrate, trough the literature review, some considerations about the benefits of the physical exercise in pregnant women with gestational diabetes and with this contribute with knowledge to the professionals who have to deal with women health, especially on the obstetric area. Methodology: It was made a literature review survey, in the period between September 2015 to February 2016, it were used classic and current references about the subject. Results: Based on the currently available studies, there is no doubt that the exercise which aims help glycaemic control is the aerobic exercise of low and moderate intensity. Conclusion: Considering the findings of the studies, it is relevant, safe and advisable to include a physical training program supervised by health professionals. However, it is necessary the realization of new studies using aerobic force or combined physical exercises in pregnant women with GDM. Keywords: diabetes gestational, pregnancy, pregnancy exercise, physical activity.
Resumo: : Diabetes mellitus gestacional (DMG) é definido como a intolerância aos carboidratos, de graus variados de intensidade, diagnosticada pela primeira vez durante a gestação, podendo ou não persistir após o parto. O tratamento de rotina para o DMG inclui a monitoração da glicose sanguínea, prescrição de dieta, o uso de insulina, quando necessário e atividade física, visto que melhora a captação de glicose por meio do aumento da sensibilidade periférica à insulina e redução da adiposidade corpórea. Objetivo: O presente estudo foi desenvolvido com o objetivo de apresentar os benefícios do exercício em gestantes portadoras de diabetes gestacional e a partir daí, contribuir com mais conhecimentos para os profissionais que lidam com a saúde da mulher, especialmente na área de obstetrícia. Metodologia: Realizou-se uma pesquisa de revisão de literatura no período de Setembro a Fevereiro de 2016, foram utilizadas referências clássicas e atuais sobre o referido tema. Resultados: Com base nos estudos disponíveis atualmente, sem dúvidas o exercício de escolha visando auxiliar o controle glicêmico é o exercício aeróbico de baixa e moderada intensidade. Conclusão: Considerando os achados dos estudos, é relevante, seguro e aconselhável incluir um programa de treinamento físico supervisionado por profissionais da saúde. Porém é necessária a realização de novos estudos utilizando exercícios físicos aeróbico, de força ou combinados em gestantes com DMG.
URI: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/341
Aparece nas coleções:TCC - Fisioterapia
TCC - Fisioterapia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Pronto Benefício do exercício em gestantes portadoras de diabetes mellitus.pdf283,61 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.