ASCES

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/1749
Título: Prevalência de bactérias produtoras de beta lactamase espectro estendido em uroculturas de pacientes transplantados renais
Autor(es): SANTANA, Walkyria Almeida
ARAUJO, Rhaysa Melynne Moreira Vasconcelos de
SILVA, Brunna Mariane Tavares e
SILVA, Layanne Isabela de Oliveira
BEZERRA, Vinícius Beté
Palavras-chave: Trato urinário
Transplante renal
Enterobactérias
Antibióticos
Beta-lactamase
Data do documento: 20-Dez-2018
Resumo: Verificar a prevalência de Bactérias Produtoras de Beta Lactamase de Espectro Estendido (ESBL) em uroculturas de pacientes transplantados renais no município de Caruaru - PE. Método: Trata-se de um estudo observacional quantitativo transversal e descritivo realizado através da avaliação dos dados dos livros de registro do Laboratório Escola da ASCES-UNITA durante janeiro de 2014 a junho de 2015. Para isto, foram considerados dados como sexo, presença ou ausência de ESBL, gênero e espécie das bactérias isoladas. Resultados: Dos 492 transplantados renais atendidos, 8,73% apresentaram uroculturas positivas, 3,04 % foram positivas para ESBL. A bactéria isolada mais frequente foi Escherichia coli, seguida por Klebsiella pneumoniae, Enterobacter sp., Klebsiella oxytoca e Citrobacter freundii. Conclusão: Conclui-se que há uma prevalência maior de enterobactérias produtoras de ESBL em transplantados renais na região do agreste de Pernambuco, sendo Escherichia coli e Klebsiella pneumoniae as bactérias mais frequentes, responsáveis pelas infecções urinárias mais encontradas com uroculturas positivas e presença de ESBL no sexo feminino.
URI: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/1749
Aparece nas coleções:TCC - Biomedicina



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.