ASCES

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/1735
Título: Prevalência de lesão por pressão no pós operatório de fixação externa.
Autor(es): MÉLO, Bianca Maria de Araujo
ALVES, Kaíque Ferreira
CAVALCANTI, Maryanni Quixabeira
MELLO, Simone Monte Bandeira de
Palavras-chave: Lesão por pressão
Fatores de risco
Hospitalização
Ortopedia
Data do documento: 20-Dez-2018
Resumo: A lesão por pressão é caracterizada como uma ferida do tipo crônica, por ter uma longa duração, podendo ser reincidente. A imobilização juntamente com o a utilização de fixação externa é um forte agravante ao desenvolvimento de tal condição, uma vez que intensificam a imobilização ao leito. Objetivo: Evidenciar a prevalência de lesão por pressão em pacientes do pós-operatório de colocação de fixador externo no setor de traumato-ortopedia. Metodologia: Trata se de um estudo descritivo, transversal de caráter quantitativo realizado em um hospital do setor público, com 36 voluntários internos na enfermaria de traumato-ortopédica. Utilizou-se como instrumentos de coleta de dados uma ficha de identificação e a escala de Braden. Resultados: Observou-se na amostra uma maior prevalência do sexo masculino, sendo 66,6% e 33,4% do sexo feminino. Quanto ao tempo de internação, foi obtido uma média de 25,5 dias. 72,22% não apresentaram tal condição clínica e 27,7% desenvolveram lesão por pressão. Conclusão: Os resultados apontam que não houve prevalência significativa quanto ao número de acometidos por tal condição clínica, podendo ser justificado pela adoção de medidas preventivas por meio da equipe do setor.
URI: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/1735
Aparece nas coleções:TCC - Fisioterapia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
artigo.pdf242,4 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.