ASCES

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/1729
Título: Prevalência de alterações posturais na região lombar, dor e hábitos em universitárias que utilizam salto alto
Autor(es): SILVA, Bruna Kely da
MENEZES, Izabela Tays de
SOUSA, Thamires Leal de
SOUZA, Carlos Eduardo Alves de
Palavras-chave: Postura
Hiperlordose lombar
Salto alto
Data do documento: 20-Dez-2018
Resumo: verificar a prevalência de alterações posturais na região lombar, dor e hábitos em universitárias que utilizam salto Método: pesquisa de corte transversal com 60 universitárias de uma instituição de ensino superior, com faixa etária de 18-30 anos, na coleta de dados foram utilizados um questionário contendo identificações pessoais, e, avaliação postural da região lombar por meio da fotogrametria e inspeção estática (simetrógrafo). Para analisar esta região, foram consideradas as vistas anterior, posterior, lateral esquerda e direita, a inspeção estática. Resultados: O maior escore de dor foi grau 5 de dor, sendo (26,7%) da amostra, o tipo de dor mais frequente é em queimação (56,6%), a maior frequência do uso de salto na amostra é de 2 vezes por semana 83,30%, o tipo de salto mais utilizado é o de Ponta fina (46,7%). Conclusão: Nesta amostra, foram prevalentes a hiperlordose lombar, desalinhamento na pelve direita, dor moderada e utilização do salto duas vezes por semana.
URI: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/1729
Aparece nas coleções:TCC - Fisioterapia



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.