ASCES

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/1461
Título: Depressão e ansiedade na enfermagem em unidade de terapia intensiva
Autor(es): MORAES, Carla Patrícia Pereira de
SILVA, Erika Cristiane Soares da
SILVA, Manayra Windysa de Sousa
MELO, Michel Gomes de
Palavras-chave: Depressão
Ansiedade
Saúde mental
Transtornos mentais
Equipe de enfermagem
Unidades de terapia intensiva
Data do documento: 30-Jun-2018
Resumo: Objetivo: identificar a prevalência de depressão e ansiedade em profissionais de enfermagem que atuam em Unidade de terapia intensiva adulto. Método: pesquisa descritiva, transversal com abordagem quantitativa. Por tratar-se de um censo, a população foi composta por toda equipe de enfermagem que atua em Unidade de terapia intensiva Adulto e que atendiam aos critérios de elegibilidade. Para a coleta de dados utilizou-se um questionário sociodemográfico e os inventários de depressão e ansiedade de Beck. Adotou-se estatística descritiva para a análise dos dados. Resultados: a média de idade dos profissionais foi de 35 anos, onde 86% são do gênero feminino e sua maioria são casados (46%). Observou-se que 77% da amostra não apresenta sintomas depressivos. Já no que se refere aos sintomas ansiosos, 85% apresentaram grau mínimo de ansiedade Conclusão: os resultados desse estudo evidenciaram uma baixa prevalência de depressão e ansiedade. Tais resultados trazem aos gestores de saúde a possibilidade de atentar-se e rever as práticas adotadas nas instituições hospitalares. Recomenda-se que outros estudos, com análises mais robustas, sejam realizados no intuito de se ampliar o conhecimento sobre a temática.
URI: http://repositorio.asces.edu.br/handle/123456789/1461
Aparece nas coleções:TCC - Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Correções atualizadas.pdf231,7 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.